Blocos

Fornecemos quantitativo e modulação das primeiras fiadas dos blocos da sua obra. Contamos com elevado nível de engenharia em nossa equipe técnica, desenvolvendo quantitativos e modulação de primeira e segunda fiadas dos blocos da sua obra para um perfeito dimensionamento quantitativo e perfeita execução de alvenaria. Fazemos tudo isso apenas partindo do seu projeto arquitetônico. A Cerâmica Barrobello possui uma linha completa de alvenaria estrutural e vedação, podendo ser empregada tanto no sistema convencional ou edifícios com uma redução até 30% nos custos de obra.

  • •Produtividade;
  • •Redução de desperdícios;
  • •Melhor acabamento;
  • •Economia;
  • •Alvenaria estrutural reduz o tempo de construção;
  • •Oferece redução dos entulhos, pois não há desperdício de material;
  • •Proporciona elevação na alvenaria em conjunto com a tubulação elétrica sem contar com a amarração perfeita sem quebra de blocos;
  • •Também oferece menor consumo de aço, concreto e argamassa.
  • •Tudo isso por conta da grande resistência do material cerâmico.

Estamos em busca constante pra adequação pratica de nossa linha de produtos , visando atender maior possibilidades de aplicação da Norma de desempenho NBR 15.575. Contamos com laudos de:

  • •Resistência ao Fogo
  • •Corpo mole
  • •Corpo duro
  • •Isolamento térmico
  • •Isolamento acústico
Nos consulte pra maiores informações.

Para fazer download do catálogo em .dwg clique aqui.

normas

Linha

9cm



Linha

11,5cm



Linha

14cm



Linha

19cm


DETALHES CONSTRUTIVOS

AMARRAÇÃO:

A primeira fiada deve ser assentada por completo, antes do inicio da elevação das alvenarias.

É nesta etapa que se devem observar todos os cuidados com a alvenaria, como:

  • • Verificar se a 1ª fiada está rigorosamente como o projeto, medidas, colocação dos blocos;
  • • Verificar se as tubulações elétricas que vierem da parte inferior estarão saindo nos vãos dos blocos;
  • • Verificar se as ferragens dos pontos de graute estão alocadas nos pontos definidos em projetos;
  • • Ajuste do nível da primeira fiada da forma geral.

ELEVAÇÃO:

Para elevação da alvenaria, o ideal é que se inicie nos cantos e nas amarrações das alvenarias, fazendo um sistema conhecido como “castelinho” de alvenaria, tomando cuidado com o mesmo nível em todas as fiadas. A elevação da alvenaria deve ser feita em 3 etapas:

A primeira etapa da alvenaria deve ser elevada até a altura do peitoril da janela, o ideal é que o mesmo seja com medidas moduladas (múltiplos de 20 cm), onde devem ser inseridas as canaletas como contra-vergas. Deve-se respeitar quea contra-verga, seja no mínimo 30 cm maior para cada lateral e maior que a janela neste ponto. Neste momento deverá ser grauteada as canaletas e os pontos de graute.

A etapa seguinte será até a altura da verga de porta e janelas, tomando os mesmos cuidados adotados na 1a etapa. Os cuidados do graute da verga devem ser os mesmos da contra-verga.

A última etapa será até o final da alvenaria, que deve ser feito com bloco do tipo canaleta ou do tipo jota. Os cuidados com o grauteamento devem ser os mesmos adotados nas etapas 1 e 2.

Para o grauteamento dos pontos, bem como das canaletas deve-se tomar os cuidados devidos, que serão mostrados com maior detalhe mais a frente. A contra-verga deve possuir ferragem, caso seja barra de aço a mesma deverá estar concretada na parte superior da canaleta, para a verga e a canaleta do respaldo, a ferragem deverá ser alocada na parte inferior da canaleta.

AMARRAÇÃO:

A alvenaria estrutural nos dá maior economia e agilidade devido a grande variedade de peças, das quais são todos múltiplos de 15 cm. São as peças 14x 19 x 14 cm, 14x 19 x 44 cm. Possibilitando todos os tipos de amarração sem quebra ou corte dos blocos, evitando o desperdício e ganhando muita agilidade. Os cuidados com a amarração devem ser conforme abaixo:

AMARRAÇÃO EM T
AMARRAÇÃO EM +
AMARRAÇÃO DE CANTO

CUIDADOS COM O GRAUTEAMENTO:

O graute é uma mistura de agregados muito semelhantes ao concreto, onde se difere basicamente no tipo de agregado graúdo a ser utilizado, que no lugar de brita, deve ser utilizado o pedrisco e a massa deve ser mais fluida (líquida) e mais argamassada. Na alvenaria estrutural teremos dois tipos de graute: verticais e horizontais. Para os pontos de graute verticais, deverão possuir uma barra de aço de 10mm (conforme projeto) totalmente concretada dentro de uma coluna do bloco. Antes de iniciar a concretagem, devem-se tomar alguns cuidados:

Fazer limpeza interna no bloco, retirando o de argamassa através de uma janela feitana 1ª fiada da parede.

Umidificar o local a ser concretado, para que o graute não force água para a parede cerâmica.

Para os pontos de grauteamento horizontal, devemos ter 2 barras de aço de 10mm ou 1 treliça H12 ou H16 (conforme o projeto), dentro da canaleta cerâmica. Onde a canaleta encontrar um ponto de graute vertical, deverá ser feita uma abertura no fundo, permitindo que o graute vertical seja uma única peça até a última fiada.

EMBUTIMENTO DAS TUBULAÇÕES:

Um ponto muito interessante da alvenaria estrutural é a diminuição de etapas. Como podemos verificar até aqui, não temos que nos preocupar com formas para peças estruturais, nem ferragens amarradas com estribos. Verificaremos agora que a alvenaria estrutural nos permite que as tubulações elétricas sejam feitas junto com a elevação da alvenaria. Eliminando o corte das alvenarias, geraria mais entulho na obra e o retrabalho de chumbar as tubulações que fossem inseridas após o corte da alvenaria.

VERGAS E CONTRAVERGAS

Nas aberturas de portas são colocadas vergas, e nas janelas, vergas e contravergas (recomenda-se apoio lateral maior ou igual a 40 cm).